VICE-PRESIDENTE DA RENAJ IMPEDIDA ASSISTIR PALESTRA POR CAUSA  DE VESTIDO

VICE-PRESIDENTE DA RENAJ IMPEDIDA ASSISTIR PALESTRA POR CAUSA DE VESTIDO

A vice-presidente da presidente da RENAJ, Adama Arora Balde, foi impedida esta tarde assistir uma palestra numa unidade escolar junto da mesquita da Attadamun, em Bissau, por causa do vestido que usava pela direção da instituição.

A jovem líder juvenil até entrou na sala e começou assistir a palestra, mas de repente apareceu o diretor da escola de forma brutal, dizendo para ela, que não poderia continuar na unidade escolar porque não estava com os trajes adequados.

Além do ato discriminatória com Adama Arora Baldé, o responsável da unidade escolar, Mamadu Iaia Djaló perturbou por completo a palestra e fez com que um grupo dos convidados abandonarem a sessão, juntamente com a líder juvenil.

Na ocasião, Adama Arora Baldé recebeu solidariedade de vários individualidades presentes na palestra, com destaque para o secretário de Estado da Cultura, António Spencer Embalo e o ativista guineense, Miguel de Barros, que também abandonaram a sessão por causa desta humilhação e descriminação.

Após a retomada dos trabalhos, a presidente da comissão organizadora do evento, Cadija pediu desculpa aos presentes em tom de lágrimas e lamentou o comportamento do diretor da escola.

Segundo informações disponíveis, os responsáveis da unidade escolar, alegam que Adama Arora Baldé não respeitou as regras interna da escola, porque foi aluna da instituição no passado.

De recordar que a Constituição da Guiné-Bissau no seu artigo primeiro é claro: a República da Guiné-Bissau é um Estado Laico.

Um Estado laico é um conceito do secularismo onde o poder do Estado é oficialmente imparcial em relação às questões religiosas, não apoiando nem se opondo a nenhuma religião.

AC

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu