TERMINOU VOTAÇÃO NA GUINÉ-BISSAU SEM INCIDENTES

TERMINOU VOTAÇÃO NA GUINÉ-BISSAU SEM INCIDENTES

Terminou a votação nas eleições legislativas da Guiné-Bissau que vão eleger os parlamentares para os próximos quatro anos, e de forma indireta o primeiro-ministro guineense.

Mais de 761 mil eleitores guineenses foram chamados às urnas este domingo, 10 de março de 2019, para eleger novos deputados no parlamento entre os candidatos apresentados por 21 partidos políticos.

As urnas abriram às 07:00 locais e encerraram às 17:00.

Em declaração à Radio Jovem o chefe da missão de observadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Luiz Villarinho Pedroso, assegura que foi um exercício cívico exemplar.

“O processo das eleições correu na maior tranquilidade, maior normalidade, foi um exercício cívico exemplar onde não foi registado incidentes que possam pôr em causa todo o processo”, vincou Villarinho Pedroso.

O diplomata brasileiro elogiou o civismo demonstrado pela população guineense durante o ato da votação nas diferentes assembleias do voto.

Em conferência de imprensa para fazer um balanço preliminar, o porta-voz da Comissão Nacional de Eleições (CNE), Felisberta Moura Vaz, revelou que a afluência foi aceitável, embora escusou a divulgar a taxa da participação.

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) guineense deverá revelar os resultados oficiais provisórios na terça-feira e esta segunda-feira fará um primeiro balanço da votação, que este organismo considerou ter decorrido, de uma forma global, sem sobressaltos.

Os guineenses foram chamados a votar nas legislativas da Guiné-Bissau, tentando pôr fim a uma crise política que dura há quatro anos.  

Por: Alison Cabral

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu