Presidente da CNE remete posição sobre ordem de Supremo Tribunal de Justiça para mais tarde

Presidente da CNE remete posição sobre ordem de Supremo Tribunal de Justiça para mais tarde

O presidente da Comissão Nacional de Eleições guineense disse hoje que vai reunir-se com os advogados da instituição para analisar a ordem do Supremo Tribunal de Justiça, para repetir o apuramento nacional, remetendo uma posição para mais tarde.

“Vou concertar com o coletivo de advogados da CNE”, afirmou à Lusa, contactado por telefone, José Pedro Sambú, remetendo uma posição para mais tarde.

O Supremo Tribunal de Justiça da Guiné-Bissau ordenou hoje à Comissão Nacional de Eleições (CNE) que repita o apuramento nacional, nos termos da lei eleitoral, dos resultados das eleições presidenciais, realizadas a 29 de dezembro.

“O Supremo Tribunal de Justiça ordena à Comissão Nacional de Eleições o cumprimento imediato e escrupuloso da referida decisão, ou seja, repetir o apuramento nacional nos termos do artigo 95.º da Lei Eleitoral, sob pena de cominação legal”, refere o despacho do Supremo Tribunal de Justiça.

//LUSA

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu