PJ DETÉM DOIS SUSPEITOS DE DESVIO DE 150 MILHÕES DE FRANCOS

PJ DETÉM DOIS SUSPEITOS DE DESVIO DE 150 MILHÕES DE FRANCOS

A Polícia Judiciária da Guiné-Bissau suspeita que uma alegada rede criminosa instalada dentro do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS) e FISCAP terá desviado mais 150 milhões de FCFA, disse uma fonte da PJ que confirmou o início da investigação.

De acordo com a mesma fonte, os elementos da rede, que são altos funcionários das duas instituições, apropriavam-se indevidamente dos descontos diretos dos fiscalizadores marítimos para a segurança social. Suspeita-se que a rede fazia levantamentos diretos à boca do cofre, emissão de recibos falsos e ainda falsificação de assinaturas.

A operação da Brigada de Combate à Corrupção da PJ iniciada há dois meses conduziu à detenção ontem de dois fortes suspeitos, entre eles, uma ex-funcionária do INSS e o atual administrador da SAA, empresa pública de handling que gere o aeroporto internacional de Bissau e candidato a Deputado da nação, que na altura desempenhava função de tesoureiro da FISCAP, revela a PJ guineense.

Segundo relatos, ultimamente vários pensionistas do INSS ligados à Fiscap viram os seus descontos desaparecerem “misteriosamente” deixando famílias em situações de extrema precariedade.

A PJ irá fazer a apresentação dos suspeitos ao MP nas próximas horas para requerer a Prisão preventiva.

Por: Braima Darame

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu