PAIGC RECEBE APOIO DE TRÊS PARTIDO POLÍTICOS PARA LEGISLATIVAS DE 10 DE MARÇO

PAIGC RECEBE APOIO DE TRÊS PARTIDO POLÍTICOS PARA LEGISLATIVAS DE 10 DE MARÇO

Três formações políticas guineenses (Partido Socialista de Salvação (PSSG), Partido Popular Democrático (PPD) e Partido de Renovação e Progresso (PRP) anunciaram esta terça-feira, 29 de janeiro de 2019, que vão apoiar o Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) nas próximas eleições legislativas de 10 de março do ano em curso no país.

O anúncio oficial do apoio à partido liderado por Domingos Simões Pereira, foi feito à imprensa pelos seus respetivos líderes do partido, numa conferência de imprensa, num dos espaços cultural, em Bissau.

Em declarações à Radio Jovem, o presidente do PRP, Mustafa Seide Bari, entende que neste momento o PAIGC é o único partido que pode garantir a estabilidade governativa na Guiné-Bissau.

“Os dirigentes do PAIGC estão em condições de dirigir o país de forma que nós queremos para que haja a paz, estabilidade e o desenvolvimento que nós todos almejamos, por isso, decidimos não concorrer às eleições legislativas”, argumentou Seide Bari.

O país vive uma crise política desde a demissão, por José Mário Vaz, do Governo liderado pelo primeiro-ministro Domingos Simões Pereira, do PAIGC, vencedor das legislativas de 2014), em agosto de 2015, situação que deixou as principais instituições completamente paralisadas.

Segundo Seide Bari, a motivação para apoiar o partido fundado por Amílcar Cabral é no sentido de participar de forma espontânea no processo de desenvolvimento e bem-estar de todo povo guineense.

Na curta declaração à Rádio Jovem, Bari, mostrou-se confiante que o PAIGC pode fazer mudança no sentido de recuperar os valores sociais no estrito respeito pelos direitos humanos, após a realização do escrutínio.

São 24 partidos políticos guineenses, incluindo PAIGC que entregaram 10 de Janeiro, as suas candidaturas no Supremo Tribunal de Justiça (STJ), para concorrer às legislativas de 10 de Março próximo.

Os respetivos listam dos candidatos a deputado da nação, vão ser analisados e validados dentro de 14 dias pelo órgão judicial guineense com as competências de tribunal constitucional e eleitoral.

A votação ocorre a 10 de Março. O Supremo Tribunal aprecia eventuais reclamações, de 14 a 17 de Março, e os resultados definitivos são proclamados até o dia 19 de Março.

De salientar que estas formações políticas não depositaram candidaturas às eleições legislativas no STJ.

Por: Alison Cabral  

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu