OBSERVATÓRIO GUINEENSE DA DROGA E DA TOXICODEPENDÊNCIA PREVINE CONSUMO NAS ESCOLAS

OBSERVATÓRIO GUINEENSE DA DROGA E DA TOXICODEPENDÊNCIA PREVINE CONSUMO NAS ESCOLAS

O Observatório Guineense da Droga e da Toxicodependência iniciou hoje uma campanha de prevenção do consumo de droga que vai passar por cerca de 30 escolas do ensino básico, secundário e universitário do país.

Dedicada ao tema “Educar para prevenir o consumo de droga”, a campanha visa “consciencializar, educar e informar” os jovens sobre os “riscos e consequências” da droga para a saúde e sociedade em geral, disse Abílio Có Júnior, secretário-executivo do Observatório Guineense da Droga e da Toxicodependência.

“Nós devemos todos, autoridades, pais e sociedade civil, abraçar esta causa nacional, porque os jovens estão a consumir”, disse.

Questionado pelos jornalistas sobre quais as drogas mais consumidas na Guiné-Bissau, Abílio Có Júnior disse serem o canábis e o ‘crack’.

“São as drogas mais consumidas devido ao seu preço”, afirmou, explicando que o canábis pode ser adquirido por 100 francos cfa (cerca de 15 cêntimos de euros) e o crack por 2500 francos cfa (quase quatro euros).

Abílio Có Júnior alertou também que dos 100% das drogas que passam pelo país 30% ficam consumo interno, principalmente o ‘crack’.

Fonte: Lusa

 

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu