OBIANG CONVIDOU JOSÉ MARIO VAZ PARA FESTA DA INDEPENDÊNCIA

OBIANG CONVIDOU JOSÉ MARIO VAZ PARA FESTA DA INDEPENDÊNCIA

O Chefe de Estado da Guiné-Bissau, José Mário Vaz, viajou, esta quinta-feira (11.10), para Malabo, Guiné-Equatorial, para participar na festa dos 50 anos da independência daquele país lusófono, e sem, no entanto, prestar quaisquer declarações à imprensa, no aeroporto intencional Osvaldo Vieira, em Bissau.

Recorde-se que esta não foi a primeira vez que o Presidente guineense tenha viajado sem falar à imprensa. Desde que assumiu a presidência da república em 2014, Mário Vaz, em diversas ocasiões, viajou sem justificar as razoes ou objetivo da sua visita, principalmente após o início da crise politica.

Segundo a nota do gabinete da assessoria da imprensa da presidência guineense, o ato solene terá lugar na capital Malabo, nesta sexta-feira (12.10), e vai contar com a presença de muitos convidados nacionais e estrangeiros, entre os quais o Chefe de Estado guineense.

A redação da Radio Jovem apurou junto da fonte oficial que Mário Vaz não será o único Chefe de Estado da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP), que participa nas celebrações da independência.

O presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Obiang Nguema convidou também os Presidentes de Angola, Moçambique, Cabo-Verde, São Tomé e Príncipe, Portugal, Timor-Leste e o Brasil.

A Guiné Equatorial aderiu à CPLP em 2014 mediante um roteiro de adesão, que previa a ratificação dos estatutos da organização – o que viria a ocorrer em 2016 -, a introdução da língua portuguesa nesta antiga colónia espanhola e a abolição da pena de morte – que ainda não foi feita.

Malabo tornou-se um país independente a 12 de Outubro de 1968.

A Guiné Equatorial possui uma população de cerca de um milhão de habitantes.

Por: Alison Cabral

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Share on Google+
Google+
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu