MINISTÉRIO PÚBLICO DA GUINÉ-BISSAU SUSPENDE RECENSEAMENTO ELEITORAL

MINISTÉRIO PÚBLICO DA GUINÉ-BISSAU SUSPENDE RECENSEAMENTO ELEITORAL

O Ministério Público (MP) da Guiné-Bissau suspendeu esta quinta-feira o recenseamento eleitoral no país por alegadas irregularidades no processo, segundo um despacho a que a agência Lusa teve acesso.

No mesmo despacho, o MP determina também a presença de forças policiais no Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral (GTAPE), sendo apenas permitida a entrada de pessoas autorizadas.

Na terça-feira, três técnicos ds GTAPE foram ouvidos pelo MP guineense, tendo-lhes sido imposta a medida de coação de Termo de Identidade e Residência.

O diretor geral interno do GTAPE e outros três técnicos foram também hoje ouvidos, mas na qualidade de testemunhas.

O MP abriu um processo de averiguação de irregularidades no processo eleitoral na sequência de uma queixa apresentada por um grupo de partidos políticos, incluindo o Partido da Renovação Social, segunda maior força política da Guiné-Bissau e que integra o atual governo de consenso.

As eleições legislativas na Guiné-Bissau estavam marcadas para 18 de novembro mas foram adiadas devido a problemas técnicos e financeiros que impediram que o recenseamento eleitoral começasse na data prevista, em agosto.

O recenseamento eleitoral ainda decorre no país, mas tem sido muito contestado.

Fonte: Lusa

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Share on Google+
Google+
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu