Cláudio António Rumal

BIOGRAFIA 

Cláudio António Rumal (o Romântico de Roma) como é conhecido pela estação de rádio, tem como nome oficial Cláudio António Da Silva Rumal, nasceu aos 16 dias do mês de Outubro de 1987, em Bissau.

Desde cedo, desenvolveu seu amor pela arte. Isso lhe levava a querer transformar tudo que lhe deixava impressionado num formato real com o seu lápis e conjunto de ferramentas de desenho. Foi um escultor por afinidade, a área que o fez desenvolver a sua capacidade artística.

Além da escultura, Rumal tinha outros sonhos:

ser um Promotor Cultural, apresentador radiofónico e possuir uma formação superior em uma área que pudesse conecta-lo ao mundo das tecnologias. Por conta disso, com os seus 16 anos, começou a seguir os mais conhecidos e reconhecidos apresentadores e jornalistas do país, como forma a enquadrar no caminho que estava prestes a seguir.

Em 2003 foi colaborador da RDN (Rádio Difusão Nacional) através do programa “Donos da manhã” um espaço onde apresentava todas as quartas-feiras durante 15mn o percurso de artistas guineenses, dando assim a conhecer aos radio-ouvintes um pouco dos artistas e valorizando os cantores e criadores nacionais.

Em 2005, no liceu Samora Moisés Machel, enquanto estudante daquele estabelecimento, foi responsável de informação do Clube da Organização das Nações Unidas para Educação Ciência e Cultura (UNESCO), clube criado nos liceus para ajudar os alunos a conhecerem os patrimónios nacionais e mundiais.

No ano seguinte (2006), entrou como estagiário na recém-fundada Rádio Jovem. Com um colega efetivo da Rádio, associaram ideias e criaram o programa “Ondas Culturais”, programa esse que fez sucesso no país, relançando e promovendo vários artistas da nova geração.

Trabalhou no projeto INFOJOV, um projeto criado por dois jovens guineense, que algum tempo após a sua fundação, colocou as emissões da rádio na Internet, tornando a assim a primeira rádio disponível Online.

Em 2008 participou em uma formação sobre resolução de conflitos, no projeto criado pelo Programa das Nações Unidas para a População (PNUD) numa Iniciativa Juvenil – Jovens Criando uma Cultura de Paz na Guiné-Bissau, no quadro da Rádio Jovem. A partir desta data estabeleceu uma conexão e parceria com o Grupo Cultural Netos de Bandim, convidando o grupo para realizar teatros radiofónicos, uma ideia bem-sucedida.

Sem condições para entrar na Universidade, inscreveu num curso de línguas no CCFBG (Centro Cultural Franco Bissau Guineense) para aprender a língua francesa, uma bolsa obtida através de uma parceria da rádio em 2009. Em 2010 foi apresentador do festival “Bissao en Siène” organizado pelo CCFBG. No mesmo ano (2010), participou no festival

Mundial das Artes Negras, representando a Rádio Jovem durante 30 dias, aonde participaram mais de 150 países do mundo.

Representou a Rádio Jovem no “festival das culturas urbanas”, organizado pelo governo senegalês em Ziguinchor, com a participações da Guiné-Bissau, Mauritânia, Gâmbia, Mali e Costa de Marfim.

Com o apoio de um conhecido, teve a oportunidade de ir estudar em Marrocos em 2011, onde obteve a licenciatura em Sistemas de Rede informáticos/administração de redes e servidores.

Na área de design, venceu o concurso de criação do logótipo para Guiné-Bissau Music Awards em 2015 realizado pela (Fórum social para projeção da cultura guineense).

Em maio de 2017, foi distinguido com prémio de honra em design na Universidade Lusófona da Guiné pela revista SINTIDUS.

Atualmente, exerce as funções de Diretor do Departamento da Informática e Gestor de SiteWeb e transmissão da Rádio Jovem.

É igualmente apresentador dos programas “Guião do Ouvinte”, “Technology Things”, e apresentador do “Espaço Jovem” na rádio on line Gumbé.

Desempenha a função de responsável da Informática e Design do Grupo Cultural Netos de Bandim. Embora sem publicação, Rumal segue a carreira dum “Romancista” e “Poeta”.

Como radialista, promoveu vários figuras e entre as quais criadores, músicos, Escritores, Inventores, Humoristas, Artistas plásticas, Tecelões, etc.

…Se eu consigo lidar com as minhas tarefas, você também pode, por isso, o sucesso de tudo está no amor que sentimos pelas coisas que gostamos de fazer, ame o que fazes por amor e não porque simplesmente viu alguém a fazê-lo com sucesso”.

                                                                                                                                                                                         //Cláudio António Rumal

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Share on Google+
Google+
Email this to someone
email
Close Menu