MAMBAS VÃO PREPARAR JOGO COM A GUINÉ BISSAU EM PORTUGAL

MAMBAS VÃO PREPARAR JOGO COM A GUINÉ BISSAU EM PORTUGAL

Os Mambas jogam a qualificação para a Taça das Nações de África (CAN) Egipto 2019 diante da Guiné-Bissau a 22 de março, uma partida que está a ser preparada ao pormenor.

Dado o nível de exigência que acarreta o embate com os djurtus, a equipa moçambicana, orientada por Abel Xavier, deverá realizar um estágio em Lisboa em finais de fevereiro, devendo depois seguir de Lisboa para Bissau.

Nas terras lusas, os Mambas, que procuram um regresso a CAN 9 anos depois, deverão realizar jogos de controlo diante de equipas locais, cujos nomes serão ainda divulgados.

Neste momento, sabe-se que a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) em coordenação com o selecionador, Abel Xavier, está a planificar o estágio que visa aprimorar a componente tática e técnica.

De salientar que no mês de novembro de 2018, a Guiné-Bissau empatou na Namíbia a zero, mantendo a liderança do grupo K de qualificação para o CAN-2019. As duas equipas lideram com 8 pontos e boas hipóteses de qualificação.

A seleção moçambicana soma 7 pontos, ocupando o 3º lugar, menos 1 que a Guiné Bissau. Só uma vitória apura os comandados de Abel Xavier para a CAN a realizar-se de 13 junho a 14 de julho.

A Zâmbia, com a derrota frente os Mambas na quinta jornada, ficou desde já arredada da qualificação.

A seleção comanda por Abel Xavier vai visitar Bissau, a 22 de março de 2019, e, em caso de vitória, garante um dos dois primeiros lugares que dão acesso à fase final.

Já estão apurados para a fase final oito seleções, ficando ainda dezasseis vagas por definir: Senegal. Madagáscar, Marrocos, Mali, Nigéria, Tunísia, Egipto e Uganda.

O Egito vai receber a Taça das Nações Africanas (CAN 2019), a decorrer entre 15 de junho e 13 de julho, em substituição dos Camarões, anunciou no início do mês o presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF), Ahmad Ahmad.

Pela quinta vez, a última das quais em 2006, o Egito vai receber a organização da Taça das Nações Africanas, inicialmente atribuída aos Camarões, que, face à impossibilidade de concretizar atempadamente as obras em curso, irá receber a CAN 2021.

O Egito e a África do Sul, que já organizou por duas vezes a CAN e é único país africano que já recebeu um Mundial, foram os únicos que formalizaram a sua candidatura à organização da prova.

Em 2014, a CAF tinha atribuído a organização das três próximas edições da CAN de uma só vez: 2019 aos Camarões, 2021 à Costa do Marfim e 2023 à Guiné. Em 2018, os Camarões trocaram a sua prova pela edição de 2021.

O Egito, com sete triunfos, é o recordista de vitórias na CAN.

Por: Alison Cabral

Fonte: Abola

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu