MADEM EXIGE RESPEITO DA CONSTITUIÇÃO E REGIMENTO PARA COMPOSIÇÃO DA MESA DO PARLAMENTO

MADEM EXIGE RESPEITO DA CONSTITUIÇÃO E REGIMENTO PARA COMPOSIÇÃO DA MESA DO PARLAMENTO

O Movimento para Alternância Democrática (Madem-G15) defende o respeito da Constituição da República e o Regimento da Assembleia da Assembleia Nacional Popular ANP para ultrapassar o bloqueio institucional na composição da mesa do parlamento da Guiné-Bissau.

A posição do Madem foi transmitida a imprensa esta terça-feira, 30 de abril de 2019, por Aristides Ocante da Silva, um dos coordenadores do partido, no final de um encontro com uma missão da missão da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), num dos hotéis da capital guineense.

Aos jornalistas, OCante da Silva, revela que o CEDEAO mostrou-se aberto em ajudar o país para encontrar uma solução para o tal impasse, contudo manifestou confiança de que haverá ainda esta semana uma solução viável para desbloquear o impasse no parlamento.

“É muito importante encontrarmos o espaço de entendimento e consenso. Nada de radicalizações, porque não seria normal logo no início da constituição da mesa do hemiciclo que houvesse o tal impasse. A delegação mostrou a sua abertura em ajudar para encontrar uma solução airosa que possa pôr cobro a mais este ato que não orgulha a Guiné-Bissau”, declarou Silva.

De acordo com Silva, o Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), com 47 deputados no parlamento não pode ter pretensão de dominar a mesa do hemiciclo guineense com 88% dos postos, isso é inaceitável em qualquer democracia do mundo.

Sola Nquillim Nabichita, um dos dirigentes do Partido de Renovação Social (PRS), manifestou a determinação do seu partido na defesa do direito ao lugar do primeiro secretário de mesa da ANP, nos termos regimentais.

De recordar que na semana passada depois de muita polémica entre os partidos e na sequência do abandono do parlamento de um total de 48 deputados do Madem e do PRS, o plenário do hemiciclo, constituindo por 54 parlamentares das formações políticas da maioria, votou e preencheu os lugares de secretários da mesa.

As deputadas Dan Yala e Gabriela Fernandes, ambas do PAIGC, foram eleitas primeira segunda secretárias do parlamento da Guiné-Bissau.

Por: AC

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu