MADEM EXIGE CONCLUSÃO DE ELEIÇÃO DA MESA PARLAMENTO ANTES DA NOMEAÇÃO DO EXECUTIVO

MADEM EXIGE CONCLUSÃO DE ELEIÇÃO DA MESA PARLAMENTO ANTES DA NOMEAÇÃO DO EXECUTIVO

O Movimento para Alternância Democrática (MADEM G-15), voltou hoje a exigir a conclusão da eleição da mesa do Parlamento da Guiné-Bissau, antes da formação do governo resultante das eleições legislativas de 10 de março último.

A posição do Madem G-15 foi transmitida à imprensa esta sexta-feira, 14 junho de 2019, pelo coordenador do partido, Braima Camará, a saída da audiência com Chefe de Estado, José Mario Vaz, na qual mostrou a disponibilidade do Movimento em contribuir para a paz e a estabilidade no país.

“Manifestamos a nossa disponibilidade total em contribuir para que haja a paz efetiva, estabilidade, progresso e desenvolvimento do nosso país, por isso, alertamos ao Presidente da Republica de que para que seja uma realidade é muito importante que faça cumprir com as suas prerrogativas constitucionais a conclusão da eleição da mesa do parlamento”, argumentou Camará.

De acordo com Camará, tendo em conta a situação socio político do país é fundamental que atores políticos trabalharem para tirar a Guiné-Bissau na situação em que se encontra há quase 5 cinco anos.

As eleições legislativas na Guiné-Bissau realizaram-se a 10 de março, mas o Presidente José Mário Vaz ainda não tinha ouvido os partidos para indigitar o primeiro-ministro e consequente nomeação do Governo, alegando o impasse que existe para a eleição da mesa da Assembleia Nacional Popular.

Os novos deputados guineenses tomaram posse a 18 de abril, mas não se entenderam quanto à eleição do segundo vice-presidente da mesa.
Cabe ao Madem-G15 indicar o segundo presidente, mas o nome do coordenador nacional do partido, Braima Camará, foi chumbado por duas vezes pela maioria dos deputados.

Além Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) e MADEM, José Mário Vaz reuniu-se também com a Assembleia do Povo Unido – Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB), a União para a Mudança (UM) e Partido da Nova Democracia (PND).

Na sua curta intervenção da saída do encontro com Presidente guineense, o líder da bancada parlamentar do PRS, Sola NQuilin Bitchita, afirma que o partido continua exigir a devolução do lugar do primeiro secretário, como dos elementos para concluir a constituição da mesa do parlamento.

Por: AC

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu