JOSÉ MARIO VAZ PEDE UNIDADE E ENTENDIMENTO ENTRE OS GUINEENSES

JOSÉ MARIO VAZ PEDE UNIDADE E ENTENDIMENTO ENTRE OS GUINEENSES

O Chefe de Estado da Guiné-Bissau, José Mario Vaz, voltou a pedir esta segunda-feira (17.09), a unidade e o entendimento entre os guineenses para dar inicio o processo de construção do país.

Para Mario Vaz todos os guineenses já mostraram sinais de cansaço com a atual situação política que se tem arrastado ao longo dos últimos anos, por isso, chegou a altura de iniciar uma nova etapa para desenvolver a Guiné-Bissau.

O Presidente da Republica, falava numa audiência pública concedida aos peregrinos muçulmanos guineenses que participaram recentemente na peregrinação islâmica a Meca, no Palácio da República.

“Unirmos entre nós guineenses, arrecadamos o dinheiro público no cofre de Estado, metermos a mão na lama para construir o nosso país, deverá ser a nossa maior preocupação neste momento”, argumentou Vaz.

Na sua breve intervenção na presença de alguns dos seus colaboradores, o Chefe de Estado, exortou os fiéis muçulmanos a continuarem a rezar para unidade e entendimento entre os guineenses para fazer a Guiné-Bissau um paraíso.

Falando em nome dos peregrinos, Aladje Ramadã Sané, realçou o apoio dado pelo Presidente da República e o governo guineense para ida dos peregrinos aos lugares sagrados de Meca.

De referir que ao todo foram 1276 peregrinos muçulmanos que participaram na peregrinação nas terras da Arábia Saudita.

A peregrinação é o quinto pilar da religião islâmica e deve ser feita pelo menos uma vez na vida por todos os muçulmanos adultos. Anualmente, mais de dois milhões de muçulmanos fazem a peregrinação a Meca, segundo os dados disponíveis.

Meca é uma cidade santa, a mais sagrada do islão situada na Arábia Saudita.

Por: Alison Cabral

Foto: Marcelo N´Canha Na Ritchi

 

 

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu