INCANHA INTUMBO LAMENTA FALTA DO ENGAJAMENTO DA GUINE-BISSAU NO IILP

INCANHA INTUMBO LAMENTA FALTA DO ENGAJAMENTO DA GUINE-BISSAU NO IILP

O director Executivo do Instituto Internacional de Lingua Portuguesa(IILP), o guineense Incanha Intumbo, lamentou, esta terça-feira, 06 de Agosto de 2019, a falta do engajamento da Guiné-Bissau no IILP, em relação aos restantes membros da organização lusófona.

“Por vezes, há alguma certa tristeza, porque gostaria que a Guiné-Bissau estivesse na linha de frente em igualdade com outros países que fazem parte do IILP, se não for possivel que mostrasse alguma presença” disse Intumbo.

Em declaração aos jornalistas a saída de uma audiência com o Presidente da República Cesssante, José Mário Vaz, Incanha Intumbo lembrou às autoridades guineenses que não esta a fazer críticas, mas sim a apelar para que o país seja “mais interventivona organização”.

“A Guiné-Bissau preside a comissão executiva do IILP, mas falhou vários encontros da organização, nomeadamente a reunião do conselho científico. Neste momento, existem vários projetos que o IILP pretende implementar na Guiné-Bissau, mas não os consegue implementar porque não há uma comissão ativa no país” referiu.

Apesar da falta de engajamento, Incanha Intumbo realçou a vontade que está a ser demonstrada pelas atuais autoridades do país no sentido de reativar a comissão nacional do IILP, e espera que isso aconteça antes do mês de Outubro do ano em curso.

Aos jornalistas, o quadro guineense disse que o encontro com Mário Vaz serviu para informar o Chefe de Estado Cessante da reuniao da ortografia da língua portuguesa, que acontece no mês do Outubro no Porto-Portugal, em que a participação da Guiné-Bissau é indispensavel, embora o país não tenha enviado ainda o nome dos seus representantes no encontro.

Incanha Intumbo tomou posse como Diretor Executivo do IILP em dezembro de 2018 para o biénio de 2019-2020.

O IILP é a instituiçao da CPLP que tem como objetivo a planificação e execução de programa de promoçao, defesa, enriquecimento e difusao da língua portuguesa como veículo de cultura, educação, informação e acesso ao conhecimento científico, tecnológico e o de utilização em fora internacionais.

Por: AC

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu