OIO

Cidade Farim

Slider

A região de Oio, habitada essencialmente pela etnia Balanta, tem cinco setores: Bissorã, Mansabá, Mansôa, Nhacra e Farim, cidade que também é a capital da Região.

FARIM
A estrada entre Mansôa e Farim, uma distância de 55 Km,  a que se encontra em melhor estado de conservação na Guiné-Bissau, distando esta cidade 115 Km da capital. Após uma povoação que tem o curioso nome de K3, resquícios
da presença militar colonial, a via termina bruscamente na margem do Rio Cacheu (sugerimos precaução a quem viaja de noite pois não é evidente que termina ali a estrada) e há que aguardar pela jangada nas margens do rio.

Esta jangada consegue transportar um veículo ligeiro em cada travessia e algumas dezenas de passageiros. Aconselhamos a opção por esta jangada pois embora existam várias canoas a fazer a travessia para a outra margem, são pouco recomendáveis principalmente com o avolumar de relatos de ataques de crocodilos a humanos e a animais.

Farim é a terra natal de Vasco Cabral (1926 – 2005), destacada figura intelectual que lutou pela autodeterminação da Guiné-Bissau. Foi a partir da prisão que, em 1953, se tornou célebre pelos seus poemas e, até falecer, desempenhou vários cargos políticos. Enquanto capital da região, Farim usufrui de algum burburinho graças aos serviços públicos que possui e à proximidade com a fronteira do Senegal, o que favorece as trocas comerciais regionais. É uma cidade que conta com cerca de 49 000 habitantes com a etnia Mandinga a predominar seguida da etnia Fula. Titina Silá, respeitada combatente pela independência, foi vítima de uma emboscada mortal aqui em Farim, sendo ainda hoje uma personalidade muito respeitada e relembrada.

Fonte: ONG Afectos com letras

FAQ      |      TERMOS E CONDIÇÕES      |      ORGANIGRAMA      |      ÉTICA JORNALÍSTICA      |      CONTACTO      |      CONHEÇA A GUINÉ-BISSAU      |     NOTÍCIAS

COPYRIGHT ©2018 RÁDIO JOVEM BISSAU

COPYRIGHT ©2018 RÁDIO JOVEM BISSAU

COPYRIGHT ©2018 RÁDIO JOVEM BISSAU
Close Menu