Guiné-Bissau: UMARO SISSOCO EMBALÓ DIZ QUE HAVERÁ UMA SEGUNDA VOLTA DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS

Guiné-Bissau: UMARO SISSOCO EMBALÓ DIZ QUE HAVERÁ UMA SEGUNDA VOLTA DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS

O Gabinete de Coordenação Política e Planificação Estratégica da campanha do candidato presidencial Umaro Sissoco Embaló informa em comunicado que nenhum candidato irá conseguir 50% + 1 voto, previstos na lei, para ser proclamado vencedor logo na primeira volta das eleições presidenciais na Guiné-Bissau.

Num comunicado entregue esta segunda-feira à Rádio Jovem, o gabinete saudou e agradeceu, efusivamente, a todo o povo guineense, as forças de defesa e segurança e a comunidade internacional, de uma maneira outra, por terem contribuido para que estas eleições presidenciais decorressem num clima de paz e tranquilidade social.

No documento, o gabinete estratégico do candidatura suportado pelo Movimento para Alternância Democrática diz que tendo por base os dados que recolheu, a partir das atas síntese das 3155 mesas de Assembleia de Voto, vem manifestar o seu regozijo pela forma ordeira e pacifica como os eleitores guineenses souberaram interpretar o momento histórico, dando, mais uma vez, uma lição de maturidade política e de consciência patriótica.

Por fim, o gabinete do candidato, agradece os eleitores pela confiança depositada no seu candidato, colocando-o, como demonstrarão os resultados eleitorais, em condições de almejar a presidência da república.

Um dia depois das eleições presidenciais da Guiné-Bissau, os guineenses continuam a aguardar tranquilamente os resultados do pleito eleitoral de 24 novembro.

No domingo, mais de 760 mil eleitores foram chamados a votar nas eleições presidenciais na Guiné-Bissau, escolhendo entre 12 candidatos quem irá suceder a José Mário Vaz, que se recandidata ao cargo.

As urnas para pleito eleitoral abriram às 07:00 em todo o país e enceraram às 17:00.

Após o fecho das urnas, a secretaria Executiva Adjunta e porta-voz da Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau(CNE), Felisberta Moura Vaz, anunciou que a CNE vai divulgar os resultados provisórios das eleições presidenciais no país na próxima quarta-feira, 27 de novembro.

Em conferência de imprensa na sede principal da instituição em Bissau, Felisberta Moura Vaz fez lembrar as diferentes organizações, tanto nacional e bem como Internacional, que só compete a CNE divulgar os resultados do escrutínio eleitoral no país.

A CNE anunciou que o processo de votação decorreu com normalidade e que apenas se registou um problema, ocorrido no currículo eleitoral 12, distrito 2, mesa 1, concretamente em Djabicunda, região de Bafafá.

De referir que caso seja necessária uma segunda volta, esta terá lugar a 29 de dezembro.

Por: Alison Cabral

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu