GUINÉ-BISSAU: ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS DEVERÃO DECORRER COM NORMALIDADE, DIZ CNE

GUINÉ-BISSAU: ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS DEVERÃO DECORRER COM NORMALIDADE, DIZ CNE

O presidente da Comissão Nacional de Eleições da Guiné-Bissau (CNE), afirmou este sábado, 09 de novembro de 2019, que o caminho está desbravado para que o ato eleitoral de 24 de novembro próximo, possa decorrer com normalidade e ordem cívica no país.

“Com a logística eleitoral garantida, o caminho está desbravado para que o ato eleitoral de 24 novembro próximo, possa decorrer com normalidade e ordem cívica”, declarou José Pedro Sambú.

Pedro Sambú falava no ato de entrega de boletins de voto e outros materiais eleitorais no aeroporto Internacional Osvaldo Vieira em Bissau, no qual convidou todos os atores implicados no processo, para juntos, de forma concertada, franca e em observância aos princípios e valores da integridade eleitoral, fazendo o dia 24 de novembro, dia de festa da democracia.

Os referidos materiais é a contribuição do executivo português, para às eleições presidências que chegaram a Bissau num voo civil, fretado pelo Estado Português.

Nesta senda, o embaixador de Portugal no País, António José de Carvalho, referiu que o apoio do seu governo é clara demonstração da estreita relação de amizade entre Portugal e a Guiné-Bissau.

O diplomata português aproveitou a ocasião para apelar a todos ás instituições, candidatos e demais intervenientes políticos que participem construtivamente no processo eleitoral, promovendo e assegurando a tranquilidade constitucional, bem como a transparência, liberdade e democraticidade do ato eleitoral do próximo dia 24 de novembro.

O apoio de Portugal inclui, 955.000 boletins de voto, 6.600 atas constitutivas, 6.600 atas de apuramento, 64.000 atas síntese, 6.600 folhas de descarga de votos, 6.600 listas próprias dos votantes, 64.000 minutas de protesto/reclamações e 6.600 folhas de descarga dos votos obtidos por sexo.

A Guiné-Bissau realiza eleições presidenciais a 24 de novembro, a segunda volta do escrutínio, caso seja necessária, vai decorrer a 29 de dezembro.

A campanha eleitoral vai decorrer entre 02 e 22 de novembro.

Por: AC

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu