Guiné-Bissau/Eleições: Cabo Verde “otimista” espera cumprimento de calendário eleitoral

Guiné-Bissau/Eleições: Cabo Verde “otimista” espera cumprimento de calendário eleitoral

O presidente do parlamento cabo-verdiano, Jorge Santos, mostrou-se hoje “otimista” com o “clima de estabilidade institucional” alcançado na Guiné-Bissau, manifestando a expectativa de que o calendário eleitoral seja cumprido.

“Estamos a ver com muito otimismo tudo o que está a acontecer na Guiné-Bissau. Finalmente existe um clima de relação e estabilidade institucional que vai permitir as eleições no mês de março”, disse Jorge Santos, referindo-se às legislativas, previstas para 10 de março.

O presidente da Assembleia Nacional de Cabo Verde, que assume atualmente a presidência rotativa da Assembleia Parlamentar da comunidade lusófona, falava aos jornalistas no final de uma visita à sede da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Lisboa.

Jorge Santos adiantou ainda que, como organização, a Assembleia Parlamentar da CPLP já manifestou disponibilidade em participar no processo eleitoral como observador.

“O processo está organizado, o recenseamento aconteceu, as eleições legislativas vão acontecer e as presidenciais já estão aprazadas. Esperamos que este calendário eleitoral seja cumprido e que sejam criadas as condições e a estabilidade necessária para que esse processo tenha sucesso e a Guiné-Bissau reencontre a estabilidade”, sublinhou.

O secretário-executivo da CPLP, Francisco Ribeiro Telles, reafirmou, por seu lado, o empenho da organização “numa presença ativa na Guiné-Bissau, que passará necessariamente por uma missão de observação eleitoral”.

O presidente em exercício da Assembleia Parlamentar da CPLP, que cumpre hoje o segundo dia de uma visita oficial a Portugal, esteve reunido com o secretário-executivo da organização, com quem abordou a necessidade de estabelecer um “diálogo permanente” entre estas duas estruturas da comunidade lusófona.

“Discutimos a necessidade de criar um quadro de relacionamento permanente entre a Assembleia Parlamentar e o secretariado-executivo, não só para organizarmos iniciativas conjuntas no plano da boa governança e democracia com as observações eleitorais, mas também para desenvolver programas para a juventude”, disse.

Nesse sentido, Jorge Santos adiantou estar em cima da mesa a possibilidade de criação de um parlamento ou de uma rede parlamentar para a juventude.

Em discussão esteve também a criação de um secretariado permanente da Assembleia Parlamentar da CPLP, que será sedeado em Angola.

“Vamos ter uma Assembleia Parlamentar da CPLP em Luanda, no mês de julho, onde esta questão será resolvida”, disse.

No primeiro dia de visita, na quarta-feira, Jorge Santos foi recebido em audiência pelo Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa.

Durante o dia de hoje encontra-se com o homólogo português, Eduardo Ferro Rodrigues, na Assembleia da República, e assiste a parte dos trabalhos parlamentares.

A visita a Portugal termina no sábado com uma visita às comunidades cabo-verdianas de Sines.

Integram a comitiva do presidente os líderes parlamentares dos dois principais partidos cabo-verdianos, MpD e PAICV, Rui Figueiredo Soares e Rui Semedo, além da presidente da Comissão Especializada de Assuntos Constitucionais, Direitos Humanos, Segurança e Reforma do Estado e membro do Grupo de Amizade Cabo Verde -Portugal, Joana Rosa.

Cabo Verde assume, durante dois anos, a presidência rotativa da CPLP.

A Guiné-Bissau vive uma crise política desde a demissão, por José Mário Vaz, do Governo liderado pelo primeiro-ministro Domingos Simões Pereira, do Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC, vencedor das legislativas de 2014), em agosto de 2015.

Em abril, foi alcançado consenso para a nomeação de Aristides Gomes como primeiro-ministro com o objetivo de organizar eleições legislativas a 18 de novembro, posteriormente adiadas devido a dificuldades financeiras e técnicas, que atrasaram o início do recenseamento eleitoral.

Lusa

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu