GUINÉ-BISSAU: CAMPANHA DE CAJÚ EM ANDAMENTO SEM PRESENÇA DE INSPETORES

GUINÉ-BISSAU: CAMPANHA DE CAJÚ EM ANDAMENTO SEM PRESENÇA DE INSPETORES

Há duas semanas após a abertura da campanha de comercialização da castanha do caju, principal produto da exportação do país, até então o governo não colocou em marcha os serviços dos inspetores e fiscais para impedir a fuga da castanha de caju da Guiné-Bissau nas fronteiras terrestres.

Na cerimónia do lançamento da campanha, o executivo liderado por Aristides Gomes, anunciou que o lema deste ano será tolerância zero à saída clandestina do caju, porque o Ministério do Comercio estima terem saído pelas portas travessas para o Senegal cerca de 50 mil toneladas do caju.

Perante este cenário, vários cidadãos informaram a Rádio Jovem que a castanha de caju está a ser comprada por 350 francos CFA cada quilograma, apesar do preço base fixado pelo governo ser de 500 francos CFA.

Numa recente entrevista a nossa estação emissora, um jovem do sector de Empada, região de Quinara, Sene Baba Mané, apelou ao Ministério do Comercio para colocar inspetores em todo o território nacional e fazer cumprir o preço oficial anunciado pelo coletivo governamental.

Para acautelar a saída ilegal de castanha de caju pela fronteira terrestre, o ministro do Comércio, Vicente Fernandes já teve um encontro com o ministro do Interior, Edmundo Mendes, a elaboração de uma colaboração mais estreita.

O país iniciou no passado dia 30 do mês passado a campanha de comercialização e exportação da castanha de caju, principal produto de exportação do país e da qual depende mais de 50% da população guineense.

De recordar que na cerimónia da abertura da Campanha, o presidente da Associação Nacional dos Agricultores (ANAG), Jaime Gomes exortou o governo para não permitir que a campanha decorra como no ano transato que depois de abertura, os agricultores ficaram 36 dias sem conseguir vender os seus produtos, devido a um puxa puxa que vigorava na fileira de caju.

Por: redaçao

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu