GOVERNO PRENTENDE FOMENTAR PROJETO DE EMPREENDEDORISMO PARA JOVENS

GOVERNO PRENTENDE FOMENTAR PROJETO DE EMPREENDEDORISMO PARA JOVENS

O secretário de Estado da Juventude, Cultura e Desporto da Guiné-Bissau, anunciou esta segunda-feira, 10 de junho de 2019, que o Governo vai começar por maximizar os esforços das organizações que se dedicam a fomentar ferramentas essenciais a juventude guineense para que possam ser mais criativas e transformar a dura realidade em que vivem numa oportunidade de negócios.

Florentino Dias fez este anunciou na abertura de formação para 60 jovens na área do empreendedorismo, num dos hotéis da capital Bissau, na qual afirma que o executivo está trabalhar para que os recursos do país possam gerar mais emprego de qualidade aos jovens, com vista a melhorar as vidas das populações em geral.

“Vamos trabalhar em conjunto para que a nossa terra fértil, o nosso rico mar e mineiros possam gerar mais emprego de qualidade aos jovens e melhorar, desta feita, as condições de vida das nossas populações, em geral”, disse.

Dias apelou aos jovens para abandonar a sombra que o conformismo aparenta e o sentimento de impotência perante a dura realidade da Guiné-Bissau para assumir a sua missão de melhorar constantemente as suas qualidades e associar-se aos demais jovens resilientes na mudança de paradigma social e económico do país.

A ação de formação que termina na sexta-feira, é uma iniciativa do Conselho Nacional da Juventude (CNJ) em parceria com o Fórum da Juventude da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), com objetivo de implementar ações concretas na vida dos jovens lusófonos, por meio de competências empreendedoras com prosperidade e crescimento económico.

Na sua explanação na abertura dos trabalhos, a presidente do CNJ, Aissatu Forbs Djaló, realçou o apoio recebido pela organização na implementação do projeto, mas espera que o projeto consiga os resultados almejados.

O projeto denominado “Juventude Empreendedora” foi apresentado aos Estados membros da CPLP em dezembro 2018, a margem da assembleia geral da organização lusófona e o CNJ foi um dos primeiros organizações abraçar a iniciativa.

Por: AC

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu