GABRIEL FERNANDO INDI: “EU NÃO VOU DEMITIR QUALQUER GOVERNO SAÍDO DAS ELEIÇÕES LEGISLATIVAS”

GABRIEL FERNANDO INDI: “EU NÃO VOU DEMITIR QUALQUER GOVERNO SAÍDO DAS ELEIÇÕES LEGISLATIVAS”

O candidato às eleições presidenciais, suportado pelo Partido Unido Social e Democrático(PUSD), Gabriel Fernando Indi, afirmou que não vai demitir qualquer executivo que saiu das eleições legislativas, caso for eleito Chefe de Estado da Guiné-Bissau no dia 24 de novembro de 2019, numa alusão a atual executivo liderado por Aristides Gomes.

“Eu não vou demitir nenhum executivo que foi eleito pelo povo guineense, porque o atual Primeiro-Ministro foi indicado pelo partido vencedor das eleições legislativas, por isso, naturalmente, tem que governar o país durante 4 anos”, vincou Gabriel Fernando Indi.

Segundo Fernando Indi, cabe ao povo guineense e a Assembleia Nacional Popular(ANP) fiscalizarem as ações governativas do executivo que saiu das eleições legislativas durante o seu exercício de 4 anos.

Indi é um dos estreantes nestas eleições presidenciais no país, diz que se for eleito, vai ser um Presidente “símbolo da Unidade Nacional” durante o seu mandato de 5 anos, respeitando sempre a vontade popular e a Constituição da República da Guiné-Bissau.

Ouvido pela Rádio Jovem, a margem do Djumbai Sócio-político entre os candidatos, num dos hotéis de Bissau, Gabriel Fernando Indi entende que o seu manifestou eleitoral é a única solução viável para estabilizar a Guiné-Bissau nos próximos 5 anos.

Durante a sua declaração à nossa estação emissora, o jovem candidato abordou vários assuntos da atualidade sócio político do país, com destaque para a presença da força da Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental(CEDEAO), ECOMIB.

Embora escusou-se a fazer comentário sobre a presença da força do ECOMIB, Fernando Indi fez lembrar aos críticos que a força está no país desde 2012, na sequência de um golpe militar, que depôs o regime de então, dirigido por Carlos Gomes Junior.

A Guiné-Bissau realiza eleições presidenciais em 24 de novembro e a segunda volta, caso seja necessária, está marcada para 29 de dezembro.

Por: AC

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu