FUNDO MUNDIAL FINANCIA COMBATE À MALÁRIA, TUBERCULOSE E SIDA NA GUINÉ-BISSAU

FUNDO MUNDIAL FINANCIA COMBATE À MALÁRIA, TUBERCULOSE E SIDA NA GUINÉ-BISSAU

O Fundo Mundial vai disponibilizar cerca de 1.678.526 dólares americanos (um milhão, seiscentos setenta e oito mil, quinhentos e vinte seis dólares americano), a Guiné-Bissau para combater a sida, a malária e a tuberculose no país, anunciou a Comissão de Coordenação Multissectorial (CCM), através da nota.

De acordo com a mesma nota que à Radio Jovem teve acesso esta terça-feira, 15 de janeiro de 2019, o financiamento adicional consentido à Guiné-Bissau visa essencialmente assegurar e melhorar os serviços do VIH/SIDA diferenciados e outras intervenções ao nível da prestação de serviços.

A nota acrescenta ainda que o referido financiamento adicional foi conseguido através da submissão do pedido além do montante alocado ao país, designado (PAAR) pela CCM.

Por fim, a nota refere também que para sua elaboração a CCM contou com o apoio técnico da equipa do Fundo Mundial e dos quadros nacionais, visando sobretudo suprir o GAP financeiro existente na componente VHI/SIDA.

De salientar que em 2016, foram notificados mais de 150 mil casos de malária no país e registadas 380 mortes.

Dados das Nações Unidas referem que 36 mil pessoas vivem com HIV na Guiné-Bissau e que a sida representa a terceira causa de mortalidade e incapacidade no país.

A Organização Mundial de Saúde refere que a Guiné-Bissau registou entre 2014 e 2016 cerca de 2.100 casos de tuberculose por ano. As subvenções vão ser geridas pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

Por: Redação RJ

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu