FREPASNA RECONHECE DERROTA NAS ELEIÇÕES LEGISLATIVAS GUINEENSE

FREPASNA RECONHECE DERROTA NAS ELEIÇÕES LEGISLATIVAS GUINEENSE

O líder da Frente Patriótica de Salvação Nacional (FREPASNA), reconheceu esta segunda-feira, 11 de março de 2019, que o seu partido foi derrotado nas eleições legislativas deste domingo na Guiné-Bissau, ainda que os resultados provisórios não foram anunciados pela Comissao Nacional das Eleições (CNE).

Baciro Djá falava em conferência de imprensa na sede principal do partido, em Bissau, na qual assumiu a responsabilidade pela derrota do partido fundado em julho de 2018.

“Segundo os dados á disposição do gabinete estratégico e informático do partido indica que fomos derrotados nas urnas deste domingo, por isso, o presidente da FREPASNA assume a responsabilidade pela derrota”, declarou Djá.

Djá que foi primeiro-ministro guineense, revela que a derrota do partido não tem nada a ver com a falta de experiência política ou a falta de programa eleitoral para apresentar os guineenses, mas sim, a intervenção das outras formações na base do partido.

Questionado pela Rádio Jovem se vai concorrer às eleições presidenciais guineenses, que provavelmente vai decorrer ainda este ano, o antigo governante disse que é muito cedo decidir sobre este assunto, embora mostrou-se aberto.

Djá foi primeiro-ministro entre 20 de agosto a 17 de setembro de 2015, e mais tarde, entre 27 de maio a 18 de novembro de 2016.

De referir que mais de 761 mil eleitores guineenses foram chamados às urnas este domingo (10.03) para eleger novos deputados no parlamento entre os candidatos apresentados por 21 partidos políticos.

No final da votação em declaração à Rádio Jovem o chefe da missão de observadores da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), Luiz Villarinho Pedroso, assegurou que foi um exercício cívico exemplar.

Os guineenses foram chamados a votar nas legislativas da Guiné-Bissau, tentando pôr fim a uma crise política que dura há quatro anos.

Segundo apurou à Rádio Jovem, a CNE vai anunciar os resultados provisórios esta quarta-feira (13.03).

Por: Alison Cabral

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu