FLAMENGO DE PEFINE SE SOLIDARIZA-SE COM FLAMENGO

FLAMENGO DE PEFINE SE SOLIDARIZA-SE COM FLAMENGO

Um pouco por todo o mundo surgem mensagens de pesar pelo incêndio que matou dez pessoas (adolescentes) no centro de treinos no Flamengo, incluindo o Flamengo FC de Pefine da Guiné-Bissau.

O clube liderado por Augusto N΄Dana manifesta pesar e mostra-se solidário com o Flamengo do Brasil, cujo centro de treino foi atingido por um incêndio, que provocou 10 mortos, na sexta-feira passada.

“A direção tomou conhecimento da enorme tristeza que se abateu a grande família do Flamengo, neste final de semana, o que deixou o Brasil e a todos, em estado de choque” lê-se numa nota do clube guineense que à Rádio Jovem teve acesso esta segunda-feira, 12 de fevereiro de 2019.

Nesta hora de dor e luto, o Flamengo FC de Pefine da Guiné-Bissau expressa o seu sentimento de pesar, rogando que aceitem o fraterno e consolador abraço.

O incêndio que deflagrou na madrugada da sexta-feira passada no centro de treino Presidente George Helal, do Flamengo, na zona oeste do Rio de Janeiro, provocou 10 mortos e três feridos.

As instalações atingidas pelo fogo, que começou por volta das 5:17 da manhã (07:17 em Bissau) segundo o Corpo de Bombeiros, são alojamentos do centro de treino conhecido por Ninho do Urubu, onde dormiam atletas juniores com idades entre 14 e 17 anos.

Por volta das 7:20 (9:20 na Guiné-Bissau), imagens de um helicóptero que foram exibidas pela rede de televisão Globo mostravam que as chamas já tinham sido controladas, mas deixaram uma grande área destruída.

Os três feridos foram identificados como atletas juniores do Flamengo que dormiam no local, Cauan Emanuel Gomes Nunes, de 14 anos, Francisco Diogo Bento Alves e Jonathan Cruz Ventura, ambos de 15 anos.

Por: Redação RJ

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu