Federação da Guiné-Bissau não aceita demissão do presidente

Federação da Guiné-Bissau não aceita demissão do presidente

Manuel Lopes está a ser investigado pelo Ministério Público por suspeita de desvio de milhares de euros de fundos destinados ao futebol.

Um vice-presidente da Federação de Futebol da Guiné-Bissau (FFGB), Patrocínio Barbosa, afirmou esta quinta-feira que o presidente do órgão, Manuel Lopes, não se vai demitir de funções, apesar da petição pública feita por vários clubes.

A petição, entregue pelos clubes ao Governo – que esperam que retire o estatuto de Utilidade Pública à Federação- e ao Ministério Público, foi assinada por 29 clubes e duas associações desportivas filiadas na FFGB.

Em causa está a perda de confiança no presidente de FFGB, que está a ser investigado pelo Ministério Público por suspeita de desvio de milhares de euros de fundos destinados ao futebol.

“Em nenhuma parte dos estatutos da FFGB se diz que os clubes podem pedir a demissão do presidente ou qualquer membro da direção executiva através de uma petição”, defendeu Patrocínio Barbosa.

O dirigente federativo considerou como “triste e lamentável” que os dirigentes dos clubes “não conheçam sequer os estatutos” da FFGB.

Patrocínio Barbosa afirmou que Manuel Lopes não se vai demitir e que se os clubes tiverem algo a reclamar que o façam no congresso federativo, defendendo que todos os intervenientes do futebol guineense devem contribuir para restruturar e elevar o nível da modalidade no país e “não para guerrinhas”.

O coordenador dos clubes que assinaram a petição, Sana Djau, admitiu que o posicionamento dos subscritores do Grupo Comprometido com a Verdade Desportiva na Guiné-Bissau “é uma espécie de rotura constitucional”.

Sana Djau indicou terem já remetido a petição, com as assinaturas dos clubes e associações, para FIFA e Confederação Africana de Futebol (CAF), dando conta de “rutura total e perda de confiança” no presidente da FFGB, Manuel Lopes.

//Ojogo

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu