EXECUTIVO GUINEENSE VAI APLICAR UM REAJUSTE SALARIAL NA FUNÇÃO PÚBLICA

EXECUTIVO GUINEENSE VAI APLICAR UM REAJUSTE SALARIAL NA FUNÇÃO PÚBLICA

O executivo da Guiné-Bissau aprovou com alterações, a proposta da tabela salarial harmonizada da administração, cumprindo assim o acordo rubricado com a União Nacional dos Trabalhadores da Guiné (UNTG), central sindical.

A decisão do governo consta no comunicado do Conselho de ministros guineense desta quarta-feira (19.09), na posse da Rádio Jovem, no qual o coletivo governamental instruiu a comissão no sentido de, com a maior celeridade possível, introduzir as alterações, entretanto sugeridas, por forma a viabilizar a aplicação, em tempo útil, da nova tabela conforme acordado com as entidades sindicais.

O governo liderado por Aristides Gomes instruiu igualmente a comissão no sentido de conformar, nos termos da lei, a grelha salarial dos Combatentes da pátria com os novos valores fixados na nova tabela.

De referir que o governo e a união sindical chegaram a acordo no mês de agosto do ano em curso após muitas rondas negociais, depois de sucessivas greves decretadas pela UNTG nos últimos três meses e que paralisaram parcialmente a administração pública guineense.

Dados disponíveis indicam que a Guiné-Bissau conta com cerca de 30 mil funcionários públicos cujo salário mínimo líquido é de 29.500 FCFA, ou seja cerca de 45 euros. Os funcionários exigem com o reajuste que o salário chegue aos 55.000 FCFA, o equivalente a 84 euros.

A nota governamental referiu também que o Conselho de ministros deu a sua anuência para que seja nomeado em comissão de serviço Justino Sá, para as funções de presidente da Célula Nacional de Tratamento de Informação Financeira, CENTIF.

Por: Alison Cabral

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Share on Google+
Google+
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu