Especialista ambiental critica gestão de lixo urbano e sanitário na Guiné-Bissau

Especialista ambiental critica gestão de lixo urbano e sanitário na Guiné-Bissau

O especialista guineense em direito ambiental, Welena Silva, criticou hoje a forma como o lixo urbano e sanitário tem sido gerido no país e lamentou a ausência de legislação e estratégia para o problema.

Professor da cadeira de Urbanismo, Ordenamento do Território e Ambiente na Faculdade de Direito de Bissau, Welena Silva afirmou à Lusa que na Guiné-Bissau a gestão do lixo “é um problema ambiental grave, mas que parece não preocupar assim tanto”.

“Não há nenhum regime jurídico para gestão de resíduos sólidos”, afirmou o professor, salientando que além de danos ambientais, o lixo provoca “problemas graves à saúde humana”.

Welena Silva notou que na Guiné-Bissau o lixo urbano e sanitário é recolhido das casas e dos centros médicos para serem deitados em algum sítio.

“O lixo sanitário, por exemplo, para onde é que isso vai”, questionou.

O professor de direito ambiental disse que pode especular e afirmar que aqueles resíduos vão para o mar ou simplesmente são enterrados no solo “com todas as consequências que daí advém”.

O professor afirmou desconhecer a existência de qualquer serviço de reciclagem de resíduos tanto produzidos nas casas, como nos hospitais.

Aos cidadãos, Welena Silva defende que o Estado devia cobrar mais pela produção do lixo, destacando ser “muito pouco” os 100 francos CFA (cerca de 0,15 cêntimos de euro) que se paga atualmente à Câmara Municipal de Bissau por cada saco de 50 quilogramas.

“É preciso implementar o princípio do poluidor pagador. Quem produz muito lixo deve pagar mais”, enfatizou o docente.

Welena Silva defendeu também a necessidade urgente de a Guiné-Bissau adotar políticas que eduquem os cidadãos sobre a conservação do ambiente, mas também sejam acompanhadas de leis.

Bissau, 06 set 2019 (Lusa)

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu