EMPREITEIRO DO PRÉDIO QUE DESABOU EM BISSAU FOI INDICIADO

EMPREITEIRO DO PRÉDIO QUE DESABOU EM BISSAU FOI INDICIADO

O Ministério Público(MP) da Guiné-Bissau indicia o suposto empreiteiro de um prédio na Avenida dos Combatentes da Liberdade da Pátria em Bissau de nome Jawad Sumah de nacionalidade Conacri-guineense de cinco crimes de homicídio negligente, dois de falsificação de documentos e um de corrupção.

O edifício de três andares, que fica na zona da Chapa de Bissau, sofreu desabamento de duas varandas em setembro de 2019, num momento em que chovia, provocando na altura 5 mortos e ferimentos em cinco pessoas.

Num despacho entregue à Rádio Jovem Bissau, esta terça-feira, 07 de janeiro, o MP refere também que o técnico de construção civil da Câmara Municipal de Bissau, Horário Gilson José de Barros, foi constituído arguido e acusado de prática de um crime de falsificação de documentos.

Por fim, a instituição liderado por Ladislau Embassa renova a sua determinação em cumprir com suas atribuições constitucionais e legais em prol duma justiça efetiva e em nome do povo, conforme os desígnios da lei fundamental guineense.

Por: AC

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu