Comunicado de Imprensa

Comunicado de Imprensa

Os parceiros do sector educativo apelam a uma resolução pacífica e rápida da paralisação das aulas nas escolas públicas do país.

 

O Grupo Local dos Parceiros da Educação na Guiné-Bissau – constituído pelas Nações Unidas, as agências de desenvolvimento, os doadores, as ONGs internacionais e nacionais – manifestam a sua preocupação perante a paralisação das aulas nas escolas públicas do país, que se tem observado desde o início do ano lectivo 2018-2019.

 

Infelizmente, esta paralisação está a afetar cerca de 365,000 alunos, do ensino básico ao ensino secundário em todo o território nacional. A Educação é um direito fundamental, necessário para o desenvolvimento pessoal e o processo de socialização de crianças e adolescentes, meninos e meninas, e da mesma forma crucial para o processo de desenvolvimento sustentável de qualquer país.

 

Por conseguinte, os parceiros apelam às partes em negociação, que privilegiem o diálogo, que tenham em consideração os compromissos internacionais assumidos em relação ao direito à Educação, assim como as necessidades atuais do sector educativo guineense, assegurando desta forma para todas as crianças e adolescentes, meninos e meninas, o direito a uma educação inclusiva, equitativa e de qualidade.

 

Os Parceiros da Educação reiteram a sua vontade, disponibilidade e compromisso em apoiar o desenvolvimento do sector educativo da Guiné-Bissau, advogando e promovendo sempre oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos, permitindo que crianças e adolescentes, meninas e meninos deste país, maximizem o seu futuro potencial nas melhores condições.

Bissau, 13 de Novembro de 2018

Deixe uma resposta

Close Menu