CNJ PEDE ENTENDIMENTO ENTRE A CLASSE POLÍTICA DA GUINÉ-BISSAU

CNJ PEDE ENTENDIMENTO ENTRE A CLASSE POLÍTICA DA GUINÉ-BISSAU

O Conselho Nacional de Juventude da Guiné-Bissau (CNJ) instou as entidades guineenses que pautem pelo elevado nível de civismo e tolerância na gestão e resolução da crise política do país, anunciou a organização quarta-feira (31.01), através de uma nota de imprensa.

Segundo a mesma nota na posse da Rádio Jovem quinta-feira (01.02), CNJ apela os atores políticos nacionais para que pautem pelo respeito ao primado da lei, sendo um valor subjacente a criação do Estado de Direito, Democrático e Social, por forma a garantir a resolução da crise política vigente no país.

“Apela a Comunidade Internacional, em particular a Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), a União Africana (UA), a Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP), a União Europeia (EU) e as Nações Unidas (ONU), que exijam o respeito pelos direitos, liberdades e garantias fundamentais plasmados nos diplomas internacionais, na Constituição da República e demais leis do país”, lê-se ainda na mesma nota.

CNJ exorta a CEDEAO, na qualidade de principal mediador da crise política instalada na Guiné-Bissau, para que vele pelo seguimento das últimas recomendações da Cimeira Africana.

“A organização juvenil tem acompanhado atentamente a situação política e social que tem conduzido o país durante os tempos e que de uma forma directa tem prejudicado em larga medida os superiores interesses do povo guineense em geral”, acrescentou a nota.

// Redação

Deixe uma resposta

Close Menu