CEDEAO FELICITA GUINÉ-BISSAU POR PREPARATIVOS PARA ELEIÇÕES

CEDEAO FELICITA GUINÉ-BISSAU POR PREPARATIVOS PARA ELEIÇÕES

A Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO) felicitou as autoridades guineenses pelo “fantástico progresso” realizado para a realização de eleições legislativas de domingo.

“Estivemos a verem primeira mão o fantástico progresso que foi feito para a realização de eleições legislativas no domingo”, afirmou, na segunda-feira (04.03), aos jornalistas Geoffrey Onyema, ministro dos Negócios Estrangeiros da Nigéria, depois de um encontro com o Presidente guineense, José Mário Vaz.

Geoffrey Onyema fazparte da missão da CEDEAO, liderada pelo presidente da comissão da organização,Jean-Claude Kassi Brou, que chegou domingo ao país para analisar a situação do processo eleitoral e os progressos feitos para a realização de eleições legislativas de 10 de março na Guiné-Bissau.

“Todos os aspetos técnicos estão em ordem, o recenseamento eleitoral está completo, a situação de segurança é boa, a situação política de todos os partidos é excelente e todos estão a bordo e de facto há poucas pessoas em Bissau porque estão espalhadas pelo país em campanha eleitoral”, salientou o chefe da diplomacia nigeriana.

Eleições, um “momento decisivo”

O ministro nigeriano congratulou também o chefe de Estado, o primeiro-ministro, as autoridades eleitorais e os partidos políticos pelo “excelente trabalho feito”.

“O Presidente assegurou-nos que, definitivamente, no domingo, as eleições legislativas vão realizar-se”, disse.

Geoffrey Onyema afirmou também que a CEDEAO considera as legislativas de domingo como um “momento decisivo” para a história da Guiné-Bissau e que estão confiantes de que”todos os desafios e conflitos do passado, bem como as crises políticas,tenham ficado para trás”.

No comunicado à imprensa, lido no final da visita pelo presidente da comissão da CEDEAO,Jean-Claude Kassi Brou, a organização manifestou preocupação com o clima social provocado pelas greves em curso e anunciados e pede aos responsáveis para colocaram em primeiro lugar os interesses da Nação.

Fonte: Lusa

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu