CEDEAO EXIGE AO PR NOMEAÇÃO DE PRIMEIRO-MINISTRO FACE AOS DESAFIOS DA GUINÉ-BISSAU

CEDEAO EXIGE AO PR NOMEAÇÃO DE PRIMEIRO-MINISTRO FACE AOS DESAFIOS DA GUINÉ-BISSAU

A missão de alto nível da Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), apelou esta terça-feira, 30 de abril de 2019, ao Chefe de Estado da Guiné-Bissau, José Mário Vaz a nomear o novo executivo, com o intuito de fazer face aos desafios do desenvolvimento económico e social do país.

A posição da missão ministerial da CEDEAO foi tornada pública através do comunicado final lido na voz do presidente da Comissão da CEDEAO, o costa-marfinense, Jean Claude Kass-Brou, na qual a organização exortou as bancadas parlamentares para finalizarem com urgência a composição do parlamento, de acordo com os resultados exprimidos nas urnas pela população guineense.

“A delegação ministerial considera que as divergências registadas são frequentes em todos os parlamentos, portanto é preciso encontrar soluções através do diálogo franco e construtivo entre os atores”, lê-se no comunicado, que entretanto, aconselhou os políticos à abdicarem de posições extremas e colocar em primeiro lugar o interesse da nação.

O comunicado final de três páginas, a missão da CEDEAO, liderada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros da Nigéria, Geoffrey Onyeama reitera a disponibilidade da organização de prosseguir com a parceria estabelecida com a Guiné-Bissau, como também dar o seu apoio ao governo que será formado nos próximos dias a fim de permitir o país sair da crise e reencontrar-se com a paz e o desenvolvimento.

A missão da organização que esteve em Bissau por algumas horas reuniu-se com titulares de órgãos de soberania, designadamente o Presidente da República, José Mário Vaz, o presidente do Parlamento, Cipriano Cassamá e o Primeiro-Ministro, Aristides Gomes.

A missão reuniu-se igualmente com os responsáveis dos partidos políticos com assento no parlamento, nomeadamente, PAIGC, PRS, Madem G-15, APU-PDGB, UM e PND, com o propósito de encontrar a solução para desbloquear novo impasse no Parlamento guineense.

O mais recente impasse político da Guiné-Bissau surgiu a 18 de Abril, logo após a cerimônia de tomada de posse dos novos deputados com a eleição da mesa do Parlamento.

A CEDEAO tem mediado a crise política que existe desde 2015 e que nem com as eleições legislativas de 10 de março foi ultrapassada.

Por:AC

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu