CATORZE CIDADÃOS SEQUESTRADOS PELOS POPULARES NA REGIÃO DE TOMBALI

CATORZE CIDADÃOS SEQUESTRADOS PELOS POPULARES NA REGIÃO DE TOMBALI

Um grupo de populares da zona sul coloca 14 cidadãos nacionais em regime de cativeiro, há mais de uma semana, na vila de Gâ Tumane sector de Catió, região de Tombali, sul da Guiné-Bissau.

O caso foi denunciado pela Liga Guineense dos Direitos Humanos(LGDH), na sua oficial no Facebook, na qual diz que ainda não são conhecidas as reais motivações para este acto incabível num Estado de Direito Democrático.

“Ao que tudo indica, tenham que ver com as questões relacionadas com casamento forçado de uma raparida, menor de idade, que, na tentativa de fuga, foi socorrida pelos seus confrades da Igreja Evangélica local, que agora, são feitos reféns pelos populares da aldeia, situada na margem sul do país”, refere a organização.

De acordo com os activistas dos direitos humanos da LGDH no terreno, as vitimas estão numa situação extremamente dificil e sem proteção de quem quer que seja. Alias, segundo informações na posse da Liga as autoridades locais manifestaram-se incapazes de dar respostas adequadas ao caso.

A organização liderado por Augusto Mário da Silva, revela que volvida, uma semana do cativeiro, nenhum membro da autoridade local, incluindo das forças de segurança se tenha deslocado ao local de sequestro por dificuldade atinentes aos meios de transporte.

Para supresa de todos, as forças de segurança estão neste momento a pedir apoio aos cidadãos para se deslocar à referida tabanca para resgatar as vitimas do sequestro.

A LGDH está a envidar esforços com as organizações parceiras locais para pôr fim a este acto que espelha o quão áridas são as nossas autoridades locais, incluindo as forças de segurança.

Perante este cenário, a organização dos direitos humanos lança um apelo veemente ao Ministério do Interior, no sentido de accionar mecanismos urgentes para libertar os 14 cidadãos nacionais em cativeiro, com elevados riscos às suas integridades físicas.

Fonte: LGDH

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu