CARLOS GOMES JUNIOR EXORTA CIDADÃOS A ADERIREM AO RECENSEAMENTO ELEITORAL

CARLOS GOMES JUNIOR EXORTA CIDADÃOS A ADERIREM AO RECENSEAMENTO ELEITORAL

O antigo primeiro-ministro da Guiné-Bissau e ex: líder do PAIGC, Carlos Gomes Júnior, exilado em Portugal há 6 anos, apelou, esta sexta-feira (12.10), a todos os cidadãos guineenses para se dirigirem aos postos de recenseamento para cumprirem com o seu direito cívico.

“Cadogo”, como é popularmente conhecido entre os guineenses, chegou esta manhã a Bissau e logo foi se recensear, no círculo 24, com vista as legislativas de novembro próximo.

Numa breve declaração aos jornalistas, Gomes Júnior diz que regressou à Guiné-Bissau só para cumprir com o seu dever cívico e apela aos cidadãos a se fazerem o mesmo.

“Vim só cumprir o meu dever cívico e também apelar a todos os guineenses que façam a mesma coisa, isto é, para cumprirmos com a nossa cidadania, para votarmos no dia 18 de novembro”, referiu Gomes depois de ter sido recenseado num edifício no centro de Bissau.

Questionado pela imprensa sobre a situação sociopolítica do país, Gomes escusou a comentar, limitando a dizer também que está no país para ver a sua família e fazer os seus contactos enquanto empresário.

De referir que no passado mês de Janeiro do ano em curso, “Cadogo” esteve no país, onde foi recebido por uma grande multidão de guineenses, incluindo alguns dirigentes do seu partido. Na altura em declaração à imprensa, no aeroporto internacional “Osvaldo Vieira” em Bissau, Júnior dissera que voltava para promover a reconciliação nacional.

Gomes Júnior foi afastado do Executivo na sequência do golpe de Estado militar de 12 de Abril de 2012, na noite da véspera da segunda volta das eleições presidenciais na altura, a que se apresentava contra Kumba Ialá, o carismático líder do Partido da Renovação Social (PRS).

Por: Alison Cabral

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu