CADOGO SERÁ CANDIDATO INDEPENDENTE NAS PRÓXIMAS PRESIDÊNCIAS DA GUINÉ̶ BISSAU

CADOGO SERÁ CANDIDATO INDEPENDENTE NAS PRÓXIMAS PRESIDÊNCIAS DA GUINÉ̶ BISSAU

O antigo primeiro ministro da Guiné̶ Bissau, Carlos Gomes Junior, anunciou este sábado, 13 de julho, que será candidato independente nas próximas eleições presidências de 24 de novembro próximo, embora deixou entender que está aberto a receber apoio de qualquer formação político do pais.

“Após a profunda reflexão aceitei o desafio proposto pelos guineenses e serei um candidato independente. Serei candidato do povo da Guiné̶ Bissau; serei candidato de todos os partidos; serei um candidato da juventude, das mulheres e brevemente vou apresentar o lançamento da minha candidatura”, declarou Gomes Junior.

Cadogo como é conhecido popularmente entre os guineenses, fez este anúncio num dos hotéis da capital Bissau, em resposta a solicitação dos movimentos de apoio, na qual revela que desde que voltou a Guiné-Bissau em janeiro de 2018, não recebeu qualquer solicitação do seu partido, Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo˗ Verde (PAIGC), liderado por Domingos Simões Pereira.

“Desde que cheguei, a atual direção do PAIGC desconheceu a presença de Cadogo em Bissau, por isso, serei um candidato independente nas eleições presidências que se avizinha”, afirmou Junior.

O antigo governante guineense que foi presidente do PAIGC durante 12 anos, revela que caso foi eleito Chefe de Estado guineense, vai restaurar a confiança entre os guineenses, o estado de direito nas instituições do Estado da Guiné̶ Bissau e nova autoridade moral na credibilidade dos titulares dos cargos públicos.

Segundo Gomes Junior, o próximo Presidente da República deve ser um exemplo, uma referência no exercício das suas funções, enquanto primeiro magistrado da nação, agindo sempre com ética e integridade na defesa do interesse nacional.

“Acredita em mim, comigo faremos da Guiné̶ Bissau, um grande país”, vincou Cadogo.
Junior aproveitou ocasião para alertar a comunidade internacional, o chamado P5, que será o vencedor do próximo pleito eleitoral no país.

Neste encontro, podemos destacar presença de várias personalidades guineenses, como antigo Presidente da República, Raimundo Pereira, Fernando Mendonça, Conselheiro para Area da Comunicação do Chefe de Estado Cessante, José Mario Vaz, Aladje Mamadu Fadia, antigo ministro das Finanças e a lider partidaria, Francisca Vaz.

Carlos Gomes Júnior foi afastado do Governo na sequência do golpe de Estado de 12 de abril de 2012, na noite da véspera da segunda volta das eleições presidenciais de então, a que se apresentava contra Kumba Ialá, o carismático líder do Partido da Renovação Social (PRS) e que foi Chefe de Estado guineense entre 2000 e 2003, altura em que foi derrubado também através de uma sublevação militar.

Por: AC

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

This Post Has One Comment

  1. Ja estamos cansado dessa brincadeira d CADOGO de voltar o candidato independents.
    É melhor procurar um pastor das vacas para candidatar, mas o criminoso deve ser julgado de acordo com o que tem feito.

Deixe uma resposta

Close Menu