BRAIMA CAMARA: “NÃO HAVERÁ TRIBALISMO NA GUINÉ-BISSAU, CASO UMARO SISSOCO EMBALÓ FOR ELEITO PRESIDENTE DA REPÚBLICA”

BRAIMA CAMARA: “NÃO HAVERÁ TRIBALISMO NA GUINÉ-BISSAU, CASO UMARO SISSOCO EMBALÓ FOR ELEITO PRESIDENTE DA REPÚBLICA”

O coordenador do Movimento para a Alternância Democrática (Madem-G15), Braima Camara, afirmou, esta quarta-feira, 11 de dezembro, que, caso Umaro Sissoco Embaló for Chefe de Estado, não haverá espaço para o tribalismo e o sectarismo na Guiné-Bissau.

“Estamos convicto que, com o Umaro Sissoco Embaló na presidência da república, a Guiné-Bissau vai ter um futuro melhor, onde não haverá tribalismo, sectarismo, muçulmanos ou cristãos e pessoas de cidade ou interior”, afirmou Braima Camara.

Braima Camara falava num dos hotéis de Bissau, após assinatura do acordo político do Movimento Tcherno Djalo com o candidato Sissoco Embaló, na qual admite que Embaló é candidato da concórdia nacional, em condição de unir os irmãos guineenses no próximo 5 anos.

Numa crítica ao adversário de Sissoco Embaló, Domingos Simões Pereira, o líder do Madem G-15 fez lembrar ao candidato suportado pelo Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC) que o país não precisa de um Presidente divisionista, mas sim de uma figura dialogante para tirar o país neste impasse prevalecente.

Nesta senda, Tcherno Djaló alertou aos guineenses para depositarem a confiança no candidato suportado pelo Madem G-15, porque é um homem sem ódio, rancor e vingança para com os seus adversários políticos.

Até aqui conselheiro do Presidente cessante, José Mário Vaz, Tcherno Djaló é militante e dirigente do Partido da Renovação Social (PRS), um das formações que também apoia o candidato Umaro Sissoco Embaló.

O acordo político foi rubricado na ausência de Umaro Sissoco Embaló, que se encontra ausente do país, segundo as informações do gabinete da comunicação do candidato.

A segunda volta, marcada para 29 de dezembro, será disputada entre Domingos Simões Pereira (PAIGC) e Umaro Sissoco Embaló (MADEM-G15). A campanha eleitoral terá início no próximo dia 13.

Na primeira volta, Domingos Simões Pereira obteve 40,13% dos votos.

Umaro Sissoco Embaló foi o segundo candidato mais votado e obteve 27,65% dos votos.

Por: Alison Cabral

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu