APU-PDGB :Nuno Nabian é visto como o homem da palavra e da justiça

APU-PDGB :Nuno Nabian é visto como o homem da palavra e da justiça

O líder da Assembleia do Povo Unido – Partido Democrático da Guiné-Bissau (APU-PDGB) é o homem da palavra e da justiça, pelo menos, é assim como o definem os apoiantes, como a melhor aposta para o futuro do país.

“Acho que é o único partido que pode resgatar o país”, disse à Lusa Nelson Inbana, um militante do partido, com 38 anos, que pertence ao protocolo do partido e que, num grupo mais afastado dos milhares de militantes que assistiam ao comício, tentava controlar as entradas e saída de pessoas do espaço.

Nelson Inbana explicou que se juntou à APU-PDGB por causa da “postura de Nuno Nabian”.

“Tem palavra, é o homem certo”, disse.

Ao lado, Vítor Gomes confirma, acenando a cabeça.

“A APU tem um bom programa e o seu líder sempre falou de paz e sempre adotou uma postura de legalidade e de justiça”, disse.

Nuno Nabian, cuja candidatura às presidenciais de 2014 foi apoiada pelo ex-Presidente Kumba Ialá, fundador do Partido de Renovação Social, concorre com a APU-PDGB às suas primeiras eleições legislativas.

“Tenho a certeza que, com a APU no poder, este país vai arrancar, o nosso líder já nos mostrou que tem capacidade para governar a Guiné-Bissau”, disse Estêvão Bikó.

Para Marijian António Gomes, de 35 anos, o seu voto na APU é porque é o “único partido que pode levar a Guiné-Bissau para a frente”.

“Em 45 anos não aconteceu nada e a APU apareceu e resolvi apoiá-los”, disse.

Em palco, uma criança canta que precisa de um futuro e de educação. Aplausos acompanham os últimos momentos da letra e depois volta tudo a gritar “Viva a APU-PDGB, viva Nuno Nabian, viva Kuma Ialá”.

Os 21 partidos políticos candidatos às eleições legislativas de domingo na Guiné-Bissau terminam hoje os 21 dias de campanha eleitoral.

No domingo, mais de 761 mil eleitores guineenses vão escolher os seus novos representantes no parlamento do país

LUSA

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu