Apreensão de droga na Guiné-Bissau feita com colaboração de senegaleses, franceses e ingleses – PM

Apreensão de droga na Guiné-Bissau feita com colaboração de senegaleses, franceses e ingleses – PM

O primeiro-ministro da Guiné-Bissau, Aristides Gomes, disse hoje que a operação que levou à apreensão de quase 800 quilogramas de cocaína no país contou com a colaboração de senegaleses, franceses e ingleses.

“Esta apreensão é o resultado da importância que atribuímos à luta contra o narcotráfico, que assume proporções transnacionais, mas representa também uma colaboração efetiva que houve entre diferentes serviços e países da sub-região, sobretudo entre nós e os senegaleses, mas também participaram a polícia dos serviços franceses e ingleses”, afirmou Aristides Gomes.

O chefe do Governo, que falava na sede da Polícia Judiciária, antes da cerimónia de incineração da droga, avaliada em 18 milhões de euros, salientou que o combate ao tráfico de droga só pode ser conjunto, porque não é um exclusivo da Guiné-Bissau, que é apenas país de trânsito.

“Nós estamos a combater e temos de combater em conjunto. O combate tem de estar na dimensão da própria ameaça. O terrorismo e a economia ilícita estão ligados e temos de continuar a travar esse combate”, salientou.

A droga apreendida tinha como destino o Mali, para depois ser enviada para a Europa e Líbia e um dos suspeitos em fuga tem ligações à Al-Qaida do Magrebe Islâmico, segundo fontes da PJ.

Questionado pelos jornalistas sobre o apoio que deve ser dado pela comunidade internacional, o primeiro-ministro disse que deve ajudar com a “troca de informações”.

“Todos temos de estar implicados. Nós temos de nos mobilizar em conjunto porque não é um combate exclusivo da Guiné-Bissau. A droga que passa por aqui não é consumida aqui, tem como destino outros mercados”, afirmou Aristides Gomes.

Os quase 800 quilogramas de cocaína foram apreendidos no sábado, véspera das eleições, e quatro pessoas foram detidas, nomeadamente um guineense, um senegalês e dois cidadãos do Níger. Um dos cidadãos do Níger é assessor do presidente do parlamento daquele país.

LUSA

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu