ANTIGA LIDER DO PUSD ADERE AO PARTIDO DA RENOVAÇAO SOCIAL (PRS)

ANTIGA LIDER DO PUSD ADERE AO PARTIDO DA RENOVAÇAO SOCIAL (PRS)

A antiga líder do Partido Unido Social Democrata (PUSD), Carmelita Pires, ingressou esta quinta-feira (21 de Setembro de 2017) nas estruturas do Partido da Renovação Social (PRS), por se identificar com o projeto político deste partido, fundado por Kumba Yalá, antigo Presidente da República.

Pires, que foi ministra da Justiça no governo de Domingos Simões Pereira, disse que aderiu ao “PRS” devido aos valores da liberdade, igualdade, fraternidade, respeito pela dignidade e vida humana, com vista a edificação de uma nova sociedade justa e solidaria.

Carmelita Pires, sublinha que os renovadores são hoje um partido amadurecido, graças ao esforço da sua liderança, no sentido da contenção do discurso e de uma vontade de pacificação da sociedade.

“O “PRS”, tornou-se um partido reconhecido internacionalmente e para mim, são sinais positivos de mudança, que me fazem acreditar na sua capacidade para convencer o eleitorado e vencer as eleições. O maniqueísmo de uns tantos da nossa sociedade não apreciou a nossa decisão política de aproximação ao PRS. Porque não gostam da independência de espírito, de ideias, não gostam de nenhuma vontade séria e muito menos que se destaque qualquer vocação política idônea”, justificou Pires perante os dirigentes do “PRS”.

Agora militante dos renovadores, Carmelita Pires, alegou em Novembro 2016 que as constantes incoerências e as orquestrações das formulas inconstitucionais persistentes no país, pelos políticos, como uma das razões na base da sua saída da liderança do Partido Unido Social Democrata (PUSD).

De volta a política ativa, antiga ministra da Justiça, disse que o “PRS” está bem posicionado, perante o desnorte do seu principal adversário e o cansaço generalizado a que este deu origem junto da população, para protagonizar o volte face da qual a Guiné-Bissau necessita.

“Com a aproximação do quinto Congresso do partido, fui convidada para aderir a uma nova dinâmica, apostada numa renovação tranquila. Senti, nessa abordagem, um carinho especial e uma aposta sincera nas minhas valências, que me revigorou a alma. Senti uma vontade genuína de romper com gente desonesta, com arrogantes, dados a grandezas e à ostentação, nepotistas, peritos na hipocrisia e na bajulação, que é preciso afastar da cena política e sancionar nas urnas, rematou Carmelita Pires no seu discurso após a sua militância no “PRS”.

Pires, sublinhou que sentiu tanto da parte do Líder cessante do partido (Alberto Nambeia) como do Secretário-geral (Florentino Mendes Pereira), um sopro de esperança em manter a coesão do partido em torno de um projeto aglutinador para o futuro

A aderência de Carmelita Pires foi testemunhada pelos vários dirigentes do Partido da Renovação Social (PRS), entre os quais o Secretário cessante do partido, Florentino Mendes Pereira, Certório Biote, líder da bancada parlamentar do partido e Victor Pereira, porta-voz do partido, igualmente ministro da Comunicação Social.

Na ocasião, Orlando Mendes Veigas, um dos vice-presidentes cessante do “PRS”, manifestou-se satisfeito pela decisão tomada pela Carmelita Pires de ingressar nas fileiras do seu partido, porque escolheu o caminho certo, augurando que mais cidadãos ainda indecisos venham a trilhar o mesmo caminho.

“O ingresso da Carmelita Pires ao “PRS” demonstra claramente que a solução e alternativa da Guiné-Bissau residem no nosso partido”, afirmou Mendes Veigas.

Para além de Carmelita Pires, um grupo de militantes do “PUSD” aderiram também ao Partido da Renovação Social (PRS) de forma livre nesta cerimônia que teve lugar num dos hotéis da capital Bissau  por reconhecerem no PRS, um partido que congrega todo povo guineense sem descriminação de raça, etnia ou local de nascimento.

//Alison Cabral

 

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

This Post Has One Comment

Deixe uma resposta

Close Menu