2019:ANO DE ELEIÇÕES LEGISLATIVAS E PRESIDENCIAIS NA GUINÉ-BISSAU

2019:ANO DE ELEIÇÕES LEGISLATIVAS E PRESIDENCIAIS NA GUINÉ-BISSAU

A Guiné-Bissau começa 2019 focada na realização de eleições legislativas, mas já com os olhos postos nas eleições presidenciais, que também vão ocorrer durante o próximo ano.

As eleições legislativas estiveram inicialmente marcadas para 18 de novembro, mas atrasos no processo eleitoral, principalmente no arranque do recenseamento dos cidadãos, empurra ramo escrutínio para o primeiro trimestre de 2019.

Ainda sem data marcada,o Governo, através do primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes, já avançou que a data ideal seria 17 de fevereiro, mas em cima da mesa estão também os dias 24 de fevereiro e 10 de março.

A data das legislativas deve ser conhecida até sábado, quando se realiza a cimeira de chefes de Estado e de Governo da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO),em Abuja, na Nigéria.

Uma missão ministerial daquela organização, que está a acompanhar o conflito político na Guiné-Bissau,esteve recentemente no país e pediu a realização de eleições legislativas até ao final de janeiro de 2019 e que a data seja divulgada até à cimeira dos líderes da organização.

Em 2019, os guineenses vão escolher também um novo presidente para o país.

O atual chefe de Estado, José Mário Vaz, termina o mandato em junho e ainda não anunciou se vai recandidatar-se para o cargo.

A data para a realização das eleições presidenciais deverá ser conhecida também em 2019, já depois de realizadas as legislativas.

A crise económica e a necessidade de reformas estruturais são dois dos desafios do futuro governo depois de quase oito anos com o país marcado por bloqueios, primeiro por um golpe de estado e depois por conflitos institucionais entre o Presidente e o partido mais votado.

Estes problemas, a pardas contínuas suspeitas de associação de poderes políticos ao tráfico internacional de droga, são alguns dos entraves que o país quer começar a ultrapassar em 2019.

Fonte: Lusa

Partilhar esta notícia...
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email

Deixe uma resposta

Close Menu