Inicio
| WWW.RADIOJOVEM.INFO | 102.8MHZ | 24/24 & 7/7 |
  • Inicio
  • Notícias
  • INSS REVELA TER DISPONIBILIZADO MAIS DE TREZENTOS MILHÕES PARA ENCARGOS COM SAÚDE DOS BENEFICIÁRIOS EM 2016

INSS REVELA TER DISPONIBILIZADO MAIS DE TREZENTOS MILHÕES PARA ENCARGOS COM SAÚDE DOS BENEFICIÁRIOS EM 2016

15 Maio 2018 Notícias





O Instituto Nacional de Segurança Social da Guiné-Bissau (INSS) revelou que disponibilizou, em 2016, 352 milhões de francos Cfa, para suportar os encargos com a saúde dos beneficiários, revelou esta segunda-feira (14.05), o diretor-geral da instituição.

De acordo com Roberto M´besba, em 2017, houve um acréscimo de 8% do valor em relação ao ano pretérito, um valor monetário na ordem de 260 milhões de francos Cfa, para responder às exigências dos encargos com a saúde dos beneficiários.

Relativamente a acidente de trabalho e doenças profissionais, M´besba garante que os gastos fixos do INSS são uma média de 154 milhões de francos Cfa por ano.

“Estes números, associados às prestações decorrentes de outra natureza devem constituir motivos de uma reflexão e debate alargado com vista a encontrar uma saída honrosa, através de adoção de uma filosofia de trabalho consistente, dentro de uma estratégia de redução de enorme fardo financeiro da nossa instituição que, de forma direta e indiretamente, requer um envolvimento de todos os atores do sistema nomeadamente o executivo, os contribuintes e beneficiários para diminuição dos gastos”, referiu M´besba.

O responsável discursava na abertura da segunda edição dos Estados gerais das Estruturas de Prevenção dos Organismos Nacionais de Segurança Social (IAPRP), organizada pelo INSS e que decorrerá até sexta-feira (18.05), em Bissau.

Neste sentido, M´besba entende que se for alcançado este objetivo, implica que a instituição estará em condições de se caminhar para uma gestão do sistema, tendo alertado para a necessidade de todos se manterem determinados e vigilantes no cumprimento das suas obrigações, para que INSS esteja em face de uma boa gestão do sistema e atingir os resultados esperados.

Para o ministro da Função Pública, Fernando Gomes, a proteção dos cidadãos em qualquer país do mundo é uma responsabilidade, por isso, segundo o governante, uma vez confiada a responsabilidade de fiscalizar o INSS do país, a sua execução das suas ações também deve ser seguida de perto pelo Governo.

A conferência que na sexta-feira deverá analisar e debater a problemática relacionada à prevenção de riscos profissionais dos Estados membros do IAPRP, incluindo a Guiné-Bissau, e implementar o compromisso assumido aquando da realização da primeira edição de 2013, em Abidjan-Costa de Marfim

Segundo a indicação do diretor-geral, espera-se que, ao longo destes dias, a partilha de experiências e recomendações a serem produzidas contribuam significativamente para a prevenção de riscos em cada um dos países membros.

Os Estados membros da organização são: Costa de Marfim, Mali, Burkina Faso, Gabão, Guiné-Bissau, Níger, Senegal, Cameron, Tchad e Togo.

Por: Alison Cabral





Partilhar

Deixa um comentário

O seu endereço de email não vai ser publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *