Inicio
| WWW.RADIOJOVEM.INFO | 102.8MHZ | 24/24 & 7/7 |
  • Inicio
  • Notícias
  • GUARDA NACIONAL PEDE EXECUTIVO MELHORIA DAS CONDIÇÕES LABORAIS

GUARDA NACIONAL PEDE EXECUTIVO MELHORIA DAS CONDIÇÕES LABORAIS

13 Maio 2018 Notícias





O Comandante Geral da Guarda Nacional realçou, esta sexta-feira, 11 de Maio, a contribuição dos seus agentes na fiscalização aduaneira e no controlo da zona económica exclusiva marítima partilhada entre a Guiné-Bissau, Senegal e Guine-Conacri.

Em declaração exclusiva à Rádio Jovem no âmbito da comemoração do 8º aniversário daquela força, o Brigadeiro-general, Armando Marna, apelou ao executivo a investir naquela corporação, de forma a permitir melhor controlo da zona económica exclusiva.

“Recebemos apoio dos nossos congéneres da guarda civil de Espanha, duas vedetas para fiscalização, mas a nossa dificuldade é falta de meios logísticos, nomeadamente as viaturas para agentes de fiscalização”, explicou Marna.

Neste sentido, o Brigadeiro-general defendeu que o executivo invista mais na brigada de pesquisa da corporação que não dispõe de uma viatura.

Instado a comentar as críticas feitas por alguns cidadãos contra os agentes da Guarda Nacional colocados nos diferentes postos de controlo, o Comandante geral esclareceu que, de acordo com a lei, é da competência da corporação controlar os postos fronteiriços a nível nacional.

A força de segurança que tem como missão assegurar a legalidade democrática, garantir a segurança interna, assinala no próximo domingo,13 de Maio, 8º aniversário da sua criação, com diferentes atividades, nomeadamente demonstrações de peças, retratando missões da Guarda Nacional.

O evento a decorrer nas instalações do seu comando geral, em Bissau, contará com a presença de vários identidades, com destaque para a presença dos ministros do Interior e Defesa Nacional e o ministro do Estado Conselheiro do Chefe de Estado para área de Defesa e Segurança.

A Guarda Nacional atua nas áreas da segurança interna nomeadamente, a Prevenção, Ordem Pública, Investigação Criminal e Informação, ou seja, exerce funções da polícia administrativa e de polícia de investigação criminal.

Por: Alison Cabral e Ló Batista





Partilhar

Deixa um comentário

O seu endereço de email não vai ser publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *