“Estamos a carregar material hospitalar sobretudo para equipar um bloco operatório no Hospital de Mansoa, livros e computadores para a biblioteca que inauguramos em Pitche”, disse à agência Lusa Natália Rocha, presidente da Viver 100 Fronteiras, a partir do armazém da ONG em Santo Isidoro, Mafra, onde os dois contentores com 16 toneladas de material estão a ser carregados.

Nos contentores seguem também mesas e cadeiras e mochilas com livros, roupa e material escolar doados pela comunidade escolar do Externato de Nossa Senhora do Carmo, na Lousada, e também roupa, mas desta vez nenhum artigo é das marcas Salsa ou Tiffosi, já que a roupa se encontra apreendida pela GNR.

//Lusa